….que o princípio vença o preconceito….

Censura a Paulo Coelho no Irã desperta mais ironia do que indignação. Mas censura é sempre obscurantismo, atinja quem atingir.

Eu nunca li Paulo Coelho.

Não falo isso com orgulho. Antes, com vergonha. A essa altura da minha vida, e diante do enorme sucesso do autor, aqui e lá fora, desconhecê-lo não deve significar cultura, apenas birra.

Na verdade, a única coisa que li do Paulo Coelho, além das músicas com Raul Seixas, foi um artigo em que criticava sua própria editora por ter insistido em processo judicial contra o autor da biografia de Roberto Carlos.

Li e gostei, de seu repúdio contra qualquer forma de censura.

Ontem me deparo nos jornais com a notícia de que Paulo Coelho, agora ele mesmo, é que foi censurado no Irã.

Pelo que se lê das notícias, o autor não foi censurado por questões religiosas, como tantos outros na República Islâmica, ou mesmo ofensivas à reputação de quem quer que seja. Paulo Coelho já vendeu 6 milhões de livros naquele país. Está longe de ser Salman Rushdie.

A censura, segundo se especula, teria vindo por que ele se engajou, por intermédio da amizade com um iraniano, na divulgação da morte de uma manifestante na contestação da reeleição de Ahmadinejad. Vingança, portanto.

Por mais incômodo que nossa alta literatura e a crítica especializada possa sentir com Paulo Coelho, do simples preconceito à total desconsideração, censura à arte é algo que não se comemora, não importa a quem atinja. Se atinge a um, atinge a todos.

A resposta de Paulo Coelho à censura, novamente, não poderia ter sido melhor: disponibilizar pela Internet, seus livros em persa.

É uma pena que a notícia por aqui tenha causado mais ironia do que indignação. E o preconceito tenha superado a defesa de princípios. A censura, qualquer que seja, é sempre um instrumento do obscurantismo.

Repudiar a censura que sofreu Paulo Coelho no Irã é uma necessidade. Mas nem por isso se deve esquecer daquela que também cometemos por aqui, infelizmente, cada vez mais, pela ação dos próprios juízes (leia também: Ação de juízes revigora censura na democracia).

Um comentário sobre ….que o princípio vença o preconceito….

  1. Jorge Candido 16 de janeiro de 2011 - 16:13 #

    Vou deixar meu comentário a respeito do assunto para depois que me visitar…

    Depois de longa e exaustiva reunião com minha webdesigner (minha filha), onde fui obrigado a me impor, fazendo valer a minha vontade, sim… sim… sim…, ela resolveu, digo, resolvemos, manter o blog: http://REABILITEOCREDITO.BLOGSPOT.COM, espaço virtual destinado a orientar profissionais e pessoas que tem restrições nos órgãos de proteção ao crédito (SPC, SERASA, SISBACEN, EQUIFAX, etc.), orientando nos procedimentos que devem ser tomados para resolver o “problema”, os interessados poderão postar o seu problema e nós responderemos sempre de acordo com o que nos for perguntado. Os seguidores ou visitantes ocasionais do blog poderão se quiserem, nos auxiliar a encontrar o melhor caminho.

    As postagens que estavam sendo feitas nos blog: http://coutoviana.blogspot.com (Direito Penal) e http://ramosdodireito.blogspot.com (Artigos doutrinários e postagens jurídicas), passaram a ser postados no blog: http://OSRAMOSDODIREITO.BLOGSPOT.COM, para o qual, peço que meus amigos migrem, ou seja, aqueles que se cadastraram nos outros blogs, se inscrevam no novo blog.

    Às mulheres em geral mantenho o convite para visitarem o blog destinado principalmente a vocês, independentemente da profissão que exerçam, assim não deixem de clicar em http://PRODUTINHOSNOCABELO.BLOGSPOT.COM tenho certeza de que encontrarão sempre algo novo que as deixarão ainda mais bonitas… por fora, porque por dentro já o são.

    E àquelas que gostam de prosa e verso; poesia e outras cossitas más, indico o Blog da minha mulher: http://COISASDELUCI.BLOGSPOT.COM, se EU não divulgar o “couro come”, é o preço que se paga por me agüentar por mais de 40 anos…

    FELIZ – 2011

Deixe uma resposta