….a foto da morte e a morte pela foto….


A morte do soldado legalista e a do fotógrafo anti-fascista

O fotógrafo Robert Capa queria denunciar o fascismo para o mundo.

“A morte do soldado legalista” que se vê acima, é um clássico, captando o exato momento em que um homem das forças republicanas é atingido fatalmente na Guerra Civil Espanhola. No conflito, o próprio Capa perdeu sua companheira, a também fotógrafa Guerda Taro.

Capa nasceu Andre Friedman em Budapeste, em 1913. Saiu da Hungria em razão da militância comunista, da Alemanha pela perigosa condição de judeu nos tempos do nazismo e, enfim, da França, antes da ocupação alemã. É na França, contudo, que inventa sua identidade americana, adota o pseudônimo que se transformaria em nome e retorna, com as tropas aliadas, como principal fotógrafo do desembarque na Normandia. Suas fotos de Omaha serviram de base para registros cinematográficos do combate, como “O Resgate do Soldado Ryan”.

Consta que Capa teria sido amante de Ingrid Bergman e a relação entre os dois inspirado os personagens de James Stewart e Grace Kelly, em Janela Indiscreta, cuja trama gira em torno de um fotógrafo insatisfeito com sua forçada inatividade, bisbilhotando vizinhos.

Mesmo fazendo enorme sucesso nos Estados Unidos, sendo fotógrafo de celebridades, e criador da agência Magnum, com Henry Cartier-Bresson, Capa jamais abdicou da condição de correspondente de guerra.

Morreu atingido por uma mina terrestre, em 25 de maio de 1954, no Vietnã, quando buscava cumprir o lema que o guiava atrás do melhor ângulo: ‘Se as fotografias não são suficientemente boas, é porque não estou suficientemente perto’.

Foi encontrado com as pernas dilaceradas e a câmera na mão.

Um comentário sobre ….a foto da morte e a morte pela foto….

  1. Victor Hugo Albernaz Júnior 17 de fevereiro de 2011 - 13:48 #

    Da foto à narrativa, tudo muito emocionante. O relato de uma vida digna e leal à crença de fazer algo para mudar o mundo para melhor, monstrando aos demais seres humanos as desumanidades que jamais deveriam ser cometidas.

Deixe uma resposta